Homens começam a testar 1ª pílula anticoncepcional sem hormônios


Os homens estão próximos de ganharem um novo método anticoncepcional, seguro e eficaz. Isso porque, nos últimos dias, começaram os testes clínicos com a primeira pílula sem hormônios, capaz de impedir a produção de espermatozoides, de forma temporária.

A pílula anticoncepcional masculina não hormonal ainda não tem nome comercial, sendo conhecida apenas como YCT-529. No entanto, o medicamento desenvolvido pela biofarmacêutica norte-americana YourChoice Therapeutics pode se tornar uma conquista histórica, ampliando as formas de prevenção da gravidez.

Até então, as opções masculinas para impedir a fecundação de um óvulo são relativamente limitadas, como o uso de preservativos, a vasectomia ou a interrupção do coito. Com a potencial pílula, uma nova forma segura e eficaz poderá ser adotada. 

Continua após a publicidade

Pílula para homens

Quando se pensa nos anticoncepcionais femininos, a maioria desses medicamentos desenhados para mulheres dependem da presença de hormônios para inibir a ovulação e, consequentemente, impedir a fecundação do óvulo pelo espermatozoide do companheiro. No entanto, o uso de hormônios nesse tipo de fórmula tem efeitos indesejados. Alguns ainda podem aumentar o risco de cânceres.

Para a biofarmacêutica responsável por esta pesquisa direcionada para homens, a ideia sempre foi desenvolver um anticoncepcional masculino sem hormônios. Neste caso, os usuários não devem sentir alterações de humor e nem sofrer com acnes, o que pode aumentar a adesão.

Continua após a publicidade

“A YCT-529 bloqueia uma proteína — não hormônios — para impedir a produção de espermatozoides”, explica Akash Bakshi, cofundador e CEO da YourChoice Therapeutics, em nota. “Acreditamos que isto será mais atrativo para os homens, especialmente para aqueles que entendem a prevenção da gravidez como uma responsabilidade compartilhada”, acrescenta.

Como funciona o anticoncepcional masculino?

Para chegar a essa formulação, os pesquisadores investigaram a relação entre vitamina A e fertilidade masculina. Há anos, a ciência sabe desta ligação, mas o conhecimento nunca tinha sido transformado em um potencial método contraceptivo, como o que está em testes agora.

Nesse contexto, a pílula YCT-529 é classificada como um inibidor do receptor alfa do ácido retinoico (RAR alfa). Em condições normais, esse receptor se liga ao ácido retinoico, um derivado da vitamina A, atuando na produção dos espermatozoides. Com a medicação, esse processo é temporariamente interrompido nos testículos.

Continua após a publicidade

Testes com a pílula

Nos testes pré-clínicos, a equipe obteve resultados promissores com animais. Por exemplo, a pílula reduziu drasticamente a contagem de espermatozoides em camundongos, com uma eficácia em impedir a gravidez estimada em 99%. O efeito foi reversível em todas as cobaias e não gerou efeitos adversos.

Agora, os pesquisadores esperam obter o mesmo resultado nos testes com humanos. Para esta Fase 1, foram recrutados 16 homens saudáveis, com mais de 25 anos, que receberão o medicamento.

A expectativa é que esta primeira fase seja concluída até o final do primeiro semestre de 2024, mas, antes de chegar ao mercado, precisará passar por testes mais abrangentes. Ainda não há uma estimativa de quando a pílula anticoncepcional estará amplamente disponível, se tudo sair conforme o planejado.

Continua após a publicidade

Fonte: Business Wire e NIH  



Source link

Leave a Comment