Deputado estapeado ironiza agressão de petista: “Tapa do amor”


Messias Donato (Republicanos-ES) disse também que Washington Quaquá (PT-RJ) “não ficará impune”

O deputado federal Messias Donato (Republicanos-ES) disse em seu perfil no X (ex-Twitter) que o tapa que recebeu no rosto do também deputado e vice-presidente do PT Washington Quaquá (PT-RJ) é “o tapa do amor, porque o amor venceu o ódio”. Ele afirmou que a agressão “não ficará impune”. A discussão entre os congressistas se deu durante a promulgação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma tributária.

A declaração de Donato faz uma referência ao discurso de posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 1º de janeiro de 2023. Na ocasião, o petista declarou: “Na luta pelo bem do Brasil, usaremos as armas que nossos adversários mais temem: a verdade, que se sobrepôs à mentira; a esperança, que venceu o medo; e o amor, que derrotou o ódio”

Entenda o caso

Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver o início da discussão depois dos deputados da oposição puxarem gritos de “Lula, ladrão, seu lugar é na prisão” pouco antes da fala do presidente. Nesse momento, Washington Quaquá se aproxima do grupo com o celular na mão e diz que vai apresentar uma ação no Conselho de Ética contra as manifestações.

Ao Poder360, Quaquá disse que estava tentando gravar o momento que os “bolsonaristas” estavam xingando o presidente Lula, momento em que foi chamado de “ladrão” pelo congressista Nikolas Ferreira (PL-MG).

Quaquá afirmou ter chamado Nikolas de “viadinho” e que nessa hora, Messias Donato pegou no braço dele. “Ele tenta pegar meu celular e me empurra. Aí ele toma um tapa no meio da cara”, disse.

Assista ao momento (1min39s): 





Source link

Leave a Comment